terça-feira, 14 de abril de 2009

Em que país eles vivem?

Sei que está errado, mas na minha aula não sou eu! Não é o Tiago contestador, que debate política com os outros. A escola é um ótimo local para conversar politicamente com os jovens. É o lugar onde existe uma grande disputa de idéias.
Tento me dedicar mais aos estudos. A verdade é que chego à escola muito cansado de um dia inteiro de correria.
Acontece que esses dias fiquei muito balançado.
Estávamos conversando na aula de linguística sobre a reforma ortográfica. Não opinei. Não sou linguista, nem entendo sobre o assunto. Somente acredito que as coisas que vem para unificar os povos são positivas!
Porém, como não podia deixar de ser, o assunto terminou no presidente Lula.
Ouvi coisas absurdas! "Ele aprovou essa reforma porque é analfabeto", "Ele não estudou, então não se interessa com a educação!"
Meu Deus! De onde eles são? Em que país eles vivem?
Embasam seu argumentos em preconceito? Porque?
Pra finalizar o assunto, meu professor dispara: "Cada país tem o presidente que merece!"
Quer dizer que o Brasil mereceu o presidente Geisel? Os ditadores? Não foram eleitos, mas estavam lá.
Mereceu o Collor? Mereceu o Fernando Henrique Cardoso?
É justo por no mesmo saco aqueles que mercantilizaram nossa educação e aquele que amplia as escolas técnicas?
Será que eles não estão vendo os avanços que estão vindo com o Governo Lula?
Claro, não sou o maior defensor do presidente, mas será que teriamos espaço para diálogo se fosse a turma dos tucanos lá?
Teríamos conquistado o PROUNI que está mudando a cara das universidades? Estaríamos debatendo o fim do vestibular?
Ou foi preciso que subisse à presidência um "analfabeto", para que declarasse a obrigatoriedade do ensino de filosofia e sociologia nas escolas públicas?
Tenho certeza que no próximo ataque eu voltarei a ser eu mesmo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário